Por que a homeopatia é absurda?

2 abr

Visite qualquer farmácia e muito provavelmente as verá: caixas e caixas de homeopáticos que afirmam curar qualquer doença, desde tosse e febre até insônia e asma. Olhe a parte de trás da caixa e fique confuso com os ingredientes listados. Alguns contêm abelhas trituradas, urtigas e até mesmo arsênico, assim como açúcares tais como lactose e sacarose. Os estadounidenses gastam por volta de $ 3 bilhões por ano com homeopáticos. Por quê?

A história da homeopatia – que significa, literalmente, “doença similar”- data do final do século XVIII. Samuel Hahnemann, um médico alemão, estava desestimulado pela medicina contemporânea, e com boas razões. Os médicos utilizavam sangue-sugas para sangrias e emplastros quentes para provocar bolhas e então drená-las. Em 1790, Hahnemann desenvolveu uma febre que transformou sua carreira. Após engolir um pó da casca da cinchona percebeu sua temperatura subir. A casca da quina contém quinino, a qual já foi utilizada pra tratar malária. Hahnemann considerou os seguintes fatos: a cinchona aparentemente aumentou a febre; a febre é um sintoma da malária, e a cinchona trata a malária. Ele então fez um duplo-carpado-twist lógico: os remédios produzem os mesmos sintomas das doenças em pessoas saudáveis, e curam aquelas que estão doentes (!!!). Isso é, encontrar uma substância que induza uma doença e que possa tratar essa mesma doença em outra.

Hahnemann decidiu então que os ingredientes devem ser diluídos e agitados repetidamente, um processo denominando “potenciação”. Quanto menor a quantidade do ingrediente ativo, mais forte o “medicamento” funcionaria. Os homeopáticos utilizam várias terminologias para convencer sua suposta eficácia. Uma designação comum é a “NC”, onde “C” significa que a substância foi diluída numa fração de 1:100 e “N” significa o número de vezes em que a substância foi diluída. Então a diluição de 200C significaria que um grama de uma susbtância foi diluído dentro de 100 gramas de água, com o processo repetido 200 vezes. Nessa taxa de diluição, nem uma única molécula da substância original permanece. Grande parte das pílulas homeopáticas é feita inteiramente de açúcar. Porém as pílulas supostamente podem reter a “memória” da susbtância original.

Isso é uma tremenda asneira. O estudo sobre a homeopatia é muito difícil, assim afirma o maior financiador de estudos em pesquisas médicas, o National Institute of Health (NIH), dos Estados Unidos, pois é difícil examinar os efeitos de um medicamento quando possui muito pouco ou nenhum ingrediente ativo. Os pesquisadores nem podem confirmar que o “medicamento” contém o que é dito na embalagem, nem mostrar seus efeitos químicos dentro do corpo humano. A revisão mais detalhada sobre a homeopatia foi publicada em 2005 pela revista Lancet, uma das mais importantes revistas sobre pesquisa médica. Os pesquisadores compararam testes entre homeopáticos e medicamentos convencionais. Em geral, com testes muito bem definidos, os autores mostraram que “não há qualquer evidência convincente” de que a homeopatia foi mais efetiva que um placebo. Como o NIH afirmou secamente: “muitos conceitos-chave da homeopatia são, por meio de conceitos químicos e físicos, inconsistentes.”

Adaptado de The Economist

Anúncios

4 Respostas to “Por que a homeopatia é absurda?”

  1. Luiz Salvador de Mirana Sá Jr. 25/12/2014 às 21:24 #

    Homoterapia é conceito melor que homeopatia.

  2. Felipe 20/06/2015 às 11:59 #

    Gostaria de ler essa revisão da Lancet. Onde encontro?
    Abs

    • André Luzardo 13/07/2015 às 12:30 #

      Olá Felipe, aqui você encontra duas revisões do Lancet além de uma da Cochrane, todas mostrando nenhum efeito da homeopatia.

  3. Ana Carolina 13/07/2015 às 12:07 #

    E fica ainda mais absurdo quando Korsakov teve a ideia de realizar a dinamização em um único frasco que, ao ser esvaziado, retinha nas suas paredes a quantidade de líquido equivalente a um centésimo do volume anterior, tudo muito preciso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: